Juizado Especial Cível e Criminal de Coari atinge 110,78% da Meta 2 do CNJ

Imprimir

Juíza Juline Rossendy Rosa NeresJuizado Especial somou-se à 1.ª e 2.ª Vara da Comarca, que também registraram mais de 100% de atingimento da Meta 2 estipulada nacionalmente pelo CNJ.


Juíza Juline Rossendy Rosa NeresO Juizado Especial Cível e Criminal de Coari (município distante 444 quilômetros de Manaus) atingiu 110,78% da Meta 2 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A informação foi divulgada nesta semana pela comarca e registrada no "Painel de Metas do Tribunal de Justiça do Amazonas" (TJAM) que pode ser acessado no endereço eletrônico: metas.tjam.jus.br.

Estipuladas anualmente pelo CNJ, as Metas Nacionais para o Poder Judiciário Brasileiro estimulam os tribunais e suas respectivas unidades judiciárias a buscar a excelência na prestação jurisdicional.

Para 2019, o Conselho Nacional elencou 8 metas nacionais para cumprimento pelos tribunais. A Meta 2 estimula as Cortes a se empenharem em julgar processos mais antigos.

A juíza titular do Juizado Especial Cível e Criminal de Coari, Juline Rossendy, afirmou que o atingimento da Meta 2 pela unidade judiciária é de grande representatividade “refletindo o comprometimento de toda uma equipe com a excelência da prestação jurisdicional perante a população”, disse.

Conforme a magistrada, vários fatores contribuíram para o alcance da Meta 2 pelo JEC. “Faço questão de destacar toda a orientação que recebi – assim como demais juízes substitutos recentemente empossados – durante curso de vitaliciamento que antecedeu nossa designação para atuar nas comarcas do interior. Neste curso, promovido pela Escola Superior de Magistrado do Amazonas (Esmam), entre várias orientações, fomos instruídos a como proceder para alcançar as metas nacionais estipuladas pelo CNJ, que suscitam dos tribunais e de suas unidades, um atendimento de qualidade”, apontou.

Ainda com relação à importância das formações direcionadas aos magistrados, a titular do Juizado Especial de Coari informou que um curso de gestão cartorária também foi determinante para sua qualificação e posterior planejamento de suas ações de trabalho. “Este curso, especificamente, foi oferecido pela Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam) na modalidade de EAD (Educação a Distância) e foi determinante para alcançarmos os recentes indicadores”, comentou o a juíza Juline Rossendy.

Com a fundamentação teórica absorvida nas capacitações realizadas pela Esmam e Enfam, somada ao conhecimento adquirido por ela em sua formação acadêmica, a magistrada informou que logo que foi designada para atuar no Juizado Especial Cível e Criminal de Coari procurou listar e dar agilidade a processos antigos que estavam paralisados. “Em janeiro deste ano, assim que assumi o JEC, listei todos os processos possíveis, pautamos as audiências pendentes relacionadas a eles e conseguimos dar fluxo aos trâmites pendentes, o que, em curto prazo, favoreceu o alcance da Meta 2 do CNJ por nossa unidade judiciária”, afirmou a juíza Juline Rossendy.

Trabalho em equipe

A magistrada também fez questão de evidenciar o trabalho e comprometimento da equipe que atua no JEC da Comarca de Coari. “Em nosso quadro funcional contamos com oito pessoas – entre servidores, estagiários e terceirizados –, e todas elas, incluindo os oficiais de justiça que atuam nas demais unidades da comarca, foram determinantes para que os objetivos estratégicos fossem alcançados. Estes profissionais, ao conhecer a importância das metas nacionais, compreenderam que ao atingi-las estamos atendendo aos anseios da população”, concluiu a magistrada Juline Rossendy, agradecendo, também a orientação de juízes com mais experiência, dentre os quais, o magistrado Fábio Alfaia, que é titular da 1.ª e 2.ª Vara de Coari.

De acordo com informações da Comarca de Coari, além do Juizado Especial Cível, que alcançou 110,78% da Meta 2/CNJ, a 1.ª Vara registra 103,78% e a 2.ª Vara, 100,11% na mesma Meta.

 

Afonso Júnior
Foto: Chico Batata / Arquivo TJAM

Revisão de texto: Joyce Tino

DIVISÃO DE DIVULGAÇÃO E IMPRENSA
Telefones | (92) 2129-6771 / 99485-8526
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.